Os melhores conteúdos para a gestão empresarial

Auditoria, Banking, Capacitação, Contábil, Controladoria, Custos e Orçamentos, EAD, Energia, Finanças & Economia, Gestão Corporativa, Gestão Estratégica, Mercado de Capitais, Processos Corporativos, Tesouraria, webinar

Controladoria em Bancos: Como aprimorar o desempenho das suas equipes

Com Rogério Orsolini e Guiomede Guilardi Filho

15, 16, 18 e 19 de agosto de 2022

TREINAMENTO ONLINE

A adoção das melhores práticas de Controladoria é uma das iniciativas mais eficazes que bancos e outras instituições financeiras hoje podem adotar para controlar riscos e aprimorar os seus resultados.

Participe deste Evento de Capacitação InterNews para atualizar e nivelar por cima os conhecimentos em Controladoria das suas equipes. Saiba implementar um modelo eficaz de avaliação de desempenho.

Veja como utilizar a metodologia FTP (Funds Transfer Pricing). Visualize eficientemente resultados com conceitos RAROC (Risk-Adjusted Return on Capital) e EVA (Economic Value Added), sabendo o quanto o retorno obtido agrega valor aos acionistas.

Através da metodologia de Custeio ABC (Activity Based Costing) ou do Custeio TDABC (Time Driven Activity Based Costing), conheça os reais custos dos produtos/serviços, principalmente diante das alterações de processos motivadas pela pandemia. Analise o impacto das mudanças tecnológicas nos custos, nos resultados e no fluxo de caixa.

Saiba como produtos, serviços, canais e clientes estão performando. Veja como integrar as diversas metodologias de Controladoria no modelo de avaliação de desempenho da sua instituição financeira em todas as suas dimensões.

Considere o impacto da adoção da nova Resolução 4.966 de 25/11/2021 no modelo de gestão das instituições financeiras. Esta resolução alinha os critérios contábeis aplicáveis a instrumentos financeiros adotados no Brasil às melhores práticas contábeis internacionais emanadas pelo IASB, representada, neste caso, pela IFRS 9, principalmente em relação às “perdas esperadas”, substituindo assim, a Resolução 2.682/99. Veja como a experiência adquirida, em instituições como Itaú, Bradesco, Banco do Brasil e Banco da Amazônia, desde a década dos 90, pelos instrutores deste treinamento, Rogério Orsolini e Guiomede Guilardi Filho, será útil para aprimorar as práticas de Controladoria em sua instituição financeira.

Instrutores

Rogério Orsolini
Sócio-diretor da Estratege Assessoria Empresarial Ltda. Mestre em Contabilidade e Controladoria pela FEA – USP. Engenheiro Civil pela UNICAMP. Atua desde 1994 em projetos nas áreas de Controladoria e Organizacional, implantando modelos de controle gerencial, custos e orçamentos em clientes como Bradesco, Banco Central, Banco Nossa Caixa, BMB, Banco IBI, Banco da Amazônia, Goodyear e Panasonic, entre outros. Atuou em cargo executivo no Banco Itaú, na área de Controladoria. Foi professor de cursos de pós-graduação na FIPECAFI, FMU e UNIP, de Contabilidade e Controladoria. Instrutor em treinamentos para executivos nos bancos Itaú, Bradesco, BCN, Banco do Brasil, CEF, ABN Amro e Santander, entre outros.

Guiomede Guilardi Filho
Sócio-diretor da Estratege Assessoria Empresarial Ltda. Mestre em Administração de Empresas pela FGV – SP, Administrador de Empresas pelo IMES – SCS e Contador pelas Faculdades Tibiriçá. Atua desde 1995 em projetos de consultoria nas áreas organizacional e de controladoria, implantando modelos de controle gerencial, metodologias de custeio e orçamentos em clientes como Bradesco, Banco do Brasil (em parceria com a FIPECAFI), Banco Nossa Caixa, Banco Central, HSBC, BMB, BMG, Banco IBI, GoodYear, entre outros. Atuou em cargos executivos, principalmente nas áreas de custos e orçamentos, nos Bancos da Bahia, União Comercial e Itaú. Foi professor do Centro de Excelência Bancária da FGV – SP e do curso de pós-graduação na UNINOVE. Instrutor em treinamentos para executivos nos bancos Itaú, Bradesco, BCN, Banco do Brasil, ABN Amro e Santander.

Programa

  • Controle Gerencial – Desafios do Administrador

  • Contabilidade Tradicional x Contabilidade Gerencial

    1. Usuários e objetivos das informações contábeis / gerenciais
    2. Principais divergências entre a Contabilidade Tradicional e a Gerencial
    3. Legislação (inclusive a nova Resolução BC 4.966/21)
  • Modelo de Gestão; Processo de Gestão:

    1. Objetivos; benefícios; alguns problemas; limites de atuação dos gestores
  • Avaliação de Desempenho Tradicional:

    1. Baseado em Indicadores de Desempenho
      • Principais Indicadores utilizados em empresas; exemplo do Método Du-Pont;
      • Principais Indicadores utilizados em Bancos
  • Avaliação de Desempenho e a Gestão de Custos em Bancos

    1. Gestão de Custos em Bancos
    2. Modelo de Gestão Bancária
      • Centros de Custos
      • Centros de Resultado
      • Preços de Transferência
      • Dimensões da Gestão de Custos
    3. Metodologias de Custeio
      • Custeio por Absorção (Tradicional; Baseado em Direcionadores – DBC; Baseado em Atividades – ABC; e Baseado em Atividades e Tempos – TDABC)
      • Custeio Variável
      • ABC vs. TDABC
      • Custos de Sistemas
  1. O Modelo de Serviços
  2. Alguns Indicadores de Custos
  3. Manutenção do Modelo de Gestão de Custos
  4. Alguns Softwares
  • Avaliação de Desempenho Ajustado ao Risco:

    1. Conceitos de risco, principais riscos, Basiléia
    2. Perdas Esperadas e Perdas Não Esperadas
    3. RAROC, RORAC, RARORAC, RAROA
    4. Algumas Técnicas de Gestão de Riscos de Crédito, de Mercado e Operacional
    5. Avaliação de Desempenho da Margem Financeira em Bancos:
      • Método dos Usos e Fontes de Recursos
      • O Modelo FTP
      • Precificação de uma operação usando ETTJ
    6. Modelo de Avaliação com Alocação de Capital
      • RAROC, EVA
  • BSC – Balanced Scorecards:

    1. Embasamento Teórico
    2. O Mapa Estratégico
  • Processo Orçamentário:

1. Contexto do planejamento (planejamento estratégico x operacional)

2. Benefícios

3. Metodologias (Bottom-Up, Top-Down, U-Planning)

4. Formas (Orçamento Tendência e OBZ – Orçamento Base Zero, ABB – Activity-Based Budget, DBB – Driver-Based Budget)

5. Impactos sistêmicos do Orçamento

6. Acompanhamento Real x Previsto

7. Alguns Softwares